21 ANOS DO PROJETO ÓPERA PARA TODOS: EDUCAÇÃO & INCLUSÃO SOCIAL

Uma das últimas obras - primas escritas por Mozart, a Flauta Mágica revolucionou a sua época, em 1791, e foi a ópera escolhida pela educadora Ceres Murad para implantar há 21 anos o seu revolucionário método de alfabetização que usa o estudo de uma ópera como porta de entrada para despertar conhecimento e criticidade; e que anos mais tarde se transformaria no projeto social Ópera para Todos, premiado nacionalmente com a comenda máxima da educação brasileira, o Prêmio Darcy Ribeiro.


E pela quarta vez a educadora Ceres escolheu A Flauta Mágica como tema do espetáculo anual que envolveu alunos das turmas de alfabetização das escolas municipais Maria Alice Coutinho, José Sarney e Prof. Luiz Pinho Rodrigues, além do Colégio Dom Bosco, em duas apresentações que emocionaram a todos pela grandiosidade do espetáculo e perfeição de interpretação dos dois elencos infantis.


Porém, mais que atores, essas crianças que foram alfabetizadas com a ópera na metodologia de Ceres Murad, conquistaram um verdadeiro passaporte para ler e entender o mundo a sua volta com mais criticidade, e serem cidadãos preparados para vencer através da educação de qualidade. E nesses 21 anos de existência, o Projeto Ópera para Todos é sinônimo também de inclusão social, de empoderamento infantil através da arte e da educação; e de democratização cultural. Bravíssimo!! E Vida longa ao Ópera para Todos!!!!


FOTOS – DANIELLE VIEIRA E MEIRELES JR:



Destaque
Recentes
Siga a gente
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Cinzento Ícone Google+