Chocolate: mocinho ou vilão?

Guloseima protagonista da Páscoa oferece muito mais que sabor


Quanto mais teor de cacau, mais saudável é o chocolate

Seja no formato de bombom, de barra, de coração, de coelhinho ou da maneira mais tradicional, que é a de ovo, o chocolate é a estrela central da Páscoa. Mas, afinal, o alimento feito da amêndoa fermentada e torrada do cacau é saudável ou não? Para responder a essa pergunta e amenizar a culpa dos apreciadores vorazes de chocolate, a nutricionista do Grupo Mateus, Fernanda Santana, sai em defesa da guloseima. “O que tem de bom no chocolate é o cacau, que é um alimento rico em vitaminas, minerais e flavonoides (polifenois), que têm ação anti-inflamatória e antioxidante, protegendo o organismo dos efeitos nocivos do excesso de radicas livres que causam o aparecimento de diversas doenças”, atesta a especialista.


Muitos estudos sugerem que alimentos ricos em polifenois levam à diminuição de doenças cardiovasculares e hipertensão arterial. Fernanda explica ainda que por conter vitaminas, minerais, gorduras e fibras benéficas, o cacau se torna um alimento capaz de proporcionar um envelhecimento saudável e melhora da beleza da pele. “O que derruba completamente o mito de que o doce provoca acne, que pode ser provocada por uma dieta rica em carboidratos de alto índice glicêmico, que geram uma alteração na resistência do organismo à insulina e causando o aparecimento de espinhas", esclarece a nutricionista, que afirma ainda ser necessária uma concentração mínima de 50% de cacau para o chocolate se tornar um aliado da saúde. “Para quem vai aproveitar o período é bom lembrar que o chocolate ao leite tem um alto teor de gordura e por isso deve ser consumido moderadamente", diz Fernanda.

Outros benefícios do chocolate


- Evita o estresse

O chocolate pode reduzir os níveis de cortisol após duas semanas de consumo diário. O cortisol é o hormônio do estresse e pode alterar a produção hormonal, aumentando processos inflamatórios e a pressão sanguínea.


- Melhora o humor

O cacau é fonte de magnésio e triptofano, nutrientes que estimulam o organismo a produzir endorfina e serotonina, neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar e prazer.


- Ajuda na perda de peso

Estudos apontam que os ácidos fenólicos presentes no cacau podem ajudar no processo de emagrecimento. Estas substâncias interferem na produção da leptina, o hormônio da saciedade, e ainda queimam mais calorias. Outra pesquisa sugere que o cacau pode inibir o organismo a estocar gordura.


Fernanda explica ainda que o chocolate branco não possui as mesmas vantagens, pois é feito a partir da manteiga de cacau e não das sementes. “Hoje em dia sabemos que o chocolate não é mais um vilão e sim um grande aliado se for consumido da forma correta, então é só aproveitar e comer sem culpa”, finaliza a nutricionista.

Destaque
Recentes