COLÔNIA PORTUGUESA DOA E INAUGURA COMPLEXO COMUNITÁRIO E SOCIAL NA DIVINEIA COM NOVA SEDE PARA ESCOL

A comunidade portuguesa de São Luís esteve reunida em peso na última sexta – feira (13.12) na solenidade de inauguração da nova sede do Instituto Beneficente Áurea Faria, a qual abriga também a moderna sede da Escola Comunitária Prof. Luiz Pinho Rodrigues, no bairro da Divineia, no Olho D´Água.


A nova sede do Instituto e da Escola Comunitária, localizada na Av. Maria Alice, levou dois anos para ser construída com recursos doados integralmente pela entidade mantenedora, a secular Sociedade Humanitária 1º de Dezembro; representada pelo Cônsul Honorário de Portugal no Maranhão Abraão Freitas Valinhas Jr. e pelo Pres. da Dir. Executiva José Maria Alves da Silva.


Com um total de 1.720 metros quadrados de área construída, além de uma quadra poliesportiva, a nova escola vai beneficiar mais de 300 crianças das áreas adjacentes à Divinéia. Eles são alunos do Ensino Fundamental oferecido na escola em pareceria com a SEMED / Sec. Municipal de Educação.


O moderno prédio é dividido em dois blocos e conta com salas de aula climatizadas, auditório, cozinha e refeitório, secretaria, sala de professores, banheiros adaptados, laboratório de informática, almoxarifado, consultório odontológico, diretoria, sala de reunião, sala de dança, biblioteca e estacionamento. O projeto arquitetônico foi assinado pela arquiteta Florismar Martins Silva, que é da comunidade da Divineia.


O Pres. do Instituto Beneficente Áurea Faria, Manuel Faria fez questão de destacar e agradecer as presenças daqueles que foram os fundadores de todo o projeto social que foi crescendo ao longo dos anos: O empresário português Manoel Arteiro e D. Rosália Silva conhecida como dona Zuzu, antiga integrante da comunidade.


“Seu Manoel Arteiro e Dona Zuzu fundaram há 23 anos esse projeto, uma pequena igreja, que depois ofereceu aulas noturnas de alfabetização para adultos da comunidade, e sessões odontológicas. Em seguida veio a escola comunitária Prof. Luiz Pinho Rodrigues, construída e mantida com recursos doados pela colônia portuguesa. Posteriormente passamos a receber o apoio da SEMED, com oferta de professores da rede municipal, merenda e material didático. Toda as ações sociais são fruto do espírito solidário de famílias portuguesas que aqui se estabeleceram, e de forma altruísta demonstraram sua gratidão ao Brasil e ao Maranhão na forma de doações que visam desenvolver a comunidade através da educação, esporte e saúde”, declarou Manuel Faria.


Todos os ambientes do prédio receberam nomes de benfeitores e integrantes desse projeto social : Manoel Silva, Aníbal Faria, Manoel Ferreira, José Reis, Clóris Aguiar da Silva, Abraão Valinhas Jr., Manoel Arteiro, Júlio Moreira Gomes, Lêda Angelim, Matildes Aguiar de França, Armando Gaspar, Dr. Orlando Araújo, José Gonçalves, José Eduardo Pereira, Olga Maria S. Gonçalves, Pe. Marcelo Pepin, Álvaro Vilas Boas, Rosália Silva (Zuzu), José Maria Romão dos Santos e José Maria Alves.


Depois do descerramento das placas de inauguração do novo prédio, alunos do quinto ano da escola se apresentaram e emocionaram os convidados. O aluno Hiago Gama, que gosta de escrever e já lançou seu primeiro livro “O Menino da Lua”, recitou duas poesias com temas que exaltam a importância da solidariedade e da educação como agente de transformação. Em seguida o coral de alunos apresentou duas músicas e houve ainda uma apresentação de balé com alunas da escola.


Para o Cônsul Honorário de Portugal no Maranhão, Abraão Freitas Valinhas Jr., a colônia portuguesa tem sido muito atuante socialmente no Maranhão:


“Através da Sociedade Humanitária 1º de Dezembro, desde a sua fundação em 1862, temos contribuído com obras relevantes nas áreas saúde e educação além de assistência social, a exemplo do Hospital Português, além de assistências sociais e filantrópicas prestadas a entidades como escolas, creches, hospitais, casas de idosos e associações de bairros; e ainda, a construção e manutenção da escola Comunitária Prof. Luiz Pinho Rodrigues. O compromisso da atual Diretoria é ser fiel aos princípios dos fundadores da Sociedade Humanitária 1º de Dezembro, para contribuir cada vez mais para com o Maranhão e o Brasil” disse o Cônsul Honorário de Portugal no Maranhão.


FOTOS – DANIELLE VIEIRA:



Destaque
Recentes
Siga a gente
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Cinzento Ícone Google+