Férias: saiba como manter a rotina das crianças nesse período

Confira três dicas para garantir uma rotina equilibrada nas férias escolares


Acordar mais tarde, passar horas brincando e jogar videogame sem ter hora para acabar. Ao ler essa primeira frase você já entendeu que estamos falando das férias. Se por um lado as férias escolares são sinal de liberdade e quebra de rotinas para a meninada, para os pais é um verdadeiro desafio.


Por mais que nas férias o dia seja mais livre, a falta de horário para realizar as ações consideradas rotineiras pode prejudicar a criança de diversas formas. “Por exemplo, dormir tarde pode reduzir a qualidade do sono, fazendo com que o funcionamento do organismo sofra consequências. Prejudicando, ainda, o seu desenvolvimento e a produção de hormônios essenciais, como o do crescimento”, explica Alinne Barros, pediatra do Sistema Hapvida.


A nutricionista Katia Souza, do Grupo Mateus, reforça ainda que não ter horário para se alimentar também pode ser prejudicial. “Além de influenciar no humor e bem-estar da criança, pode causar alterações na digestão”, destaca.


Apesar dos prejuízos que podem surgir ao longo do período de folga, existem alternativas que podem tornar as férias flexíveis e com muita diversão, Confira algumas dicas:

  • Refeições na hora certa!

Quando o assunto é alimentação, o ideal é manter o horário das refeições habituais, sem permitir que as crianças pulem refeições ou fiquem petiscando entre uma e outra. “Mesmo nas férias é fundamental manter uma alimentação variada e nutritiva o que vai garantir mais disposição para os momentos de brincadeira”, pontua a nutricionista.

  • Sono

Outra quebra de rotina que acontece com frequência nas férias é o sono. Seja pelo uso excessivo de aparelhos eletrônicos perto da hora de dormir ou pela própria rotina desregulada, a qualidade do sono das crianças é o que mais sofre os impactos das férias. “A alteração do sono gera consequências no bem-estar e nos níveis de energia da criança no dia seguinte. Por isso, é indispensável manter a rotina de sono nas férias. Uma saída é transformar o momento de ir pra cama especial. Vale deitar com a criança ou mesmo contar histórias”, indica Alinne.

  • Brincadeiras

Se férias é sinal de diversão então o que não pode faltar são as brincadeiras. “Além de incentivar nos pequenos o gosto por brincadeiras ao ar livre, vale a pena brincar com os filhos, mesmo que seja por alguns minutos. Os esportes, assim como os jogos educativos também são ótimas opções para o desenvolvimento físico e psicológico”, orienta a pediatra.

Mesmo quando o assunto são brincadeiras, é preciso manter a rotina, por isso estipule horários para o momento de diversão e evite atividades muito agitadas e estimulantes nos horários que antecedem o sono. Com isso, é possível aproveitar e, ao mesmo tempo, manter a rotina nas férias.


De volta aos estudos

Deixar as brincadeiras, os jogos, o tempo a mais de sono, a disponibilidade para encontrar amigos e familiares pode ser difícil, tanto para as crianças da Educação Infantil quanto para os adolescentes dos ensinos fundamental e médio.


Para a pedagoga Thalyta Fróes, do Centro Universitário Estácio São Luís, depois de momentos tão agradáveis em casa, pertinho dos familiares, voltar para a escola pode trazer à tona o sentimento de separação. “O momento de comer, acordar e dormir muda durante as férias. No retorno, a diferença nos horários costuma causar cansaço e gerar estresse. Entendemos como um período em que, aos poucos, os alunos vão se acostumar novamente com a programação”, pontua.


Uma saída para minimizar os impactos do retorno às aulas é fazer com que a criança retome totalmente a rotina uma semana antes. “Desta forma, a transição será mais fácil para os pais quanto para as crianças”, finaliza.

Destaque
Recentes