Equatorial apoia movimento Maio Amarelo e faz alerta para acidentes envolvendo postes

Preocupada em contribuir com a valorização da vida e com o propósito de garantir a qualidade e segurança do fornecimento de energia aos seus clientes, a Equatorial Maranhão está mobilizada com ações do movimento internacional Maio Amarelo, que tem como principal objetivo colocar em pauta a segurança viária e a redução de mortos e feridos no trânsito. Nesse sentido, a empresa chama atenção para a quantidade de acidentes envolvendo postes da rede elétrica.

Um balanço realizado pela Equatorial, aponta que desde o início ano até o presente mês já foram registradas 395 ocorrências de acidentes provocados por veículos automotivos contra postes da empresa. De acordo com o estudo da distribuidora, que atende os 217 municípios do estado, São Luís lidera o ranking de acidentes desse tipo, totalizando 59 ocorrências de janeiro até maio deste ano. Em segundo lugar vem Imperatriz, com 12 casos, e, na sequência, Coroatá, com 11 ocorrências. Além do próprio risco à vida, em quase todos os casos uma das principais consequências é a falta de energia elétrica no local do acidente, e a depender da gravidade da colisão, pode afetar também o abastecimento de bairros inteiros até que seja finalizado o serviço de reparo dos componentes ou a troca do poste que pode levar, em média, de três a quatro horas, a depender da situação. A Executiva de Segurança do Trabalho da distribuidora, Larissa Barreto, enfatiza sobre os principais prejuízos das batidas de veículos em postes. “Nos indicadores de acidentalidade da Equatorial Maranhão, os dados são bastante preocupantes. Inúmeras são as consequências por esse tipo de conduta, os acidentes não prejudicam somente as pessoas moram na área, podem também causar transtornos em locais onde tem imóveis que prestam serviços essenciais, como postos de saúde, hospitais, farmácias, delegacias, clínicas, lotéricas. Por isso, é importante ter bastante atenção na hora dirigir.”, explica. Em média, a substituição de um poste custa R$ 3 mil, mas pode chegar a R$ 44 mil. O custo varia de acordo com as condições da estrutura atingida: qual o tipo de poste, o que está instalado nele e qual a carga (energia) interrompida na área afetada. Quando é possível realizar a identificação do condutor ou do proprietário do veículo, ele é responsabilizado para arcar com os danos causados ao patrimônio da concessionária.

Conscientização Ao longo do mês de maio, a Equatorial Maranhão vem promovendo ações de conscientização internas, de forma virtual, por meio de palestras que ministradas por representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), DETRAN e Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), voltadas para os colaboradores da distribuidora, que por sua vez, serão agentes multiplicadores após receberam o conhecimento adquirido e repassados para amigos e familiares. Além das palestras que serão realizadas e que vão trabalhar temas relacionados à educação no trânsito, dicas de direção defensiva e os indicadores de acidentalidade, o cronograma de ações alusivas ao movimento Maio Amarelo desenvolvido pela empresa, também será marcado, no dia 27, pela campanha “Estacione com a ajuda do passageiro” que tem como objetivo estabelecer um procedimento para ser seguido no dia-a-dia, onde o colaborador que vai de carona, terá o dever de descer da viatura para orientar o motorista na manobra de estacionamento durante o serviço. A Equatorial Maranhão reforça aos clientes, que é fundamental que todas as ocorrências envolvendo a rede elétrica sejam registradas imediatamente na Central de Atendimento da empresa através do telefone 116 para que uma equipe técnica possa ir até o local para realizar os serviços necessários de recomposição da estrutura e restabelecer o fornecimento de energia. Assessoria de Imprensa da Equatorial Energia Maranhão

Destaque
Recentes