Centro Espacial de Alcântara recebe investimentos em tecnologia de ponta

Projeto de microrrede elétrica inteligente garante mais segurança durante os lançamentos


Equatorial Energia desenvolverá uma microrrede que será entregue para o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), localizado na cidade de Alcântara - MA, com o objetivo principal de dar total confiabilidade e resiliência no fornecimento de energia, além de utilizar uma fonte renovável para geração energia em um dos espaços mais importantes da Agencia Espacial Brasileira (AEB), sobretudo nos momentos de lançamentos de foguetes e satélites.


A construção e o desenvolvimento dessa microrrede de energia elétrica inteligente para atender cargas críticas nas dependências internas do CLA faz parte do programa de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Equatorial Energia e Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), e conta com o Instituto de Energia Elétrica (IEE) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) como parceiro tecnológico de desenvolvimento. O projeto conta também com a parceria da Força Aérea Brasileira (FAB) e da Agência Espacial Brasileira (AEB).


Para o Professor Luiz Antonio, coordenador do projeto, "Este P&D representa um marco no uso de tecnologia de microrredes no Brasil pois inova no conceito de microrrede voltada para atender as peculiaridades de operação e segurança de um centro de lançamento de foguetes, com requisitos de resiliência, confiabilidade e qualidade de energia. A participação do IEE/UFMA no desenvolvimento deste projeto consolida o grupo como pioneiro em pesquisa aplicada nesta área no Brasil."


O projeto do Grupo Equatorial Energia, empresa responsável pela construção, pesquisa e desenvolvimento da microrrede nas dependências internas do CLA, engloba o fornecimento do BESS (Battery Energy Storage System) em parceria com a fabricante de equipamentos elétricos WEG Automação. O sistema de armazenamento contará com baterias de tecnologia de íons-litíos e terá uma potência instalada de 1MW com 1MWh de energia armazenada. Esse sistema será capaz de fornecer uma fonte confiável de energia para as operações do CLA durante momentos de elevada criticidade.


“Nossa participação neste projeto é uma grande oportunidade de mostrar o quanto estamos preparados para atender o crescente mercado de armazenamento de energia por baterias, também no Brasil. Temos tradição no fornecimento de BESS no âmbito internacional e, agora, estamos avançando no desenvolvimento de soluções para controle de microrredes, uma tendência que está crescendo bastante neste mercado”, explica, Manfred Peter Johann, Diretor Superintendente da WEG Automação.


A energia da microrrede será gerada a partir de uma usina de energia solar fotovoltaica de 1,25MWp e capaz de gerar 1823 MWh/ano a ser instalada pela Enova Energia. A geração solar aplicada ao projeto reforça os pilares de inovação, sustentabilidade e viabilidade financeira do projeto. A energia gerada na usina será utilizada para abastecer o consumo dos prédios do CLA além de interagir com a rede elétrica e com o BESS conforme uma estratégia de otimização energética para cada momento de operação.


Previsto para entrar em operação em abril de 2022, o projeto, vai disseminar o uso da energia solar com sistemas de armazenamento, e garantir segurança, qualidade e resiliência no fornecimento de energia durante os lançamentos de foguetes. A microrrede em desenvolvimento também contribui para a redução de impactos ambientais, visto que o consumo total de energia elétrica será reduzido e o consumo de diesel será eliminado com o uso dos sistemas de armazenamento.


Para Marcelo Fernandes Augusto Jr, responsável corporativo de Digital e Inovação no Grupo Equatorial Energia, “trata-se de um projeto muito estratégico, tanto pela importância de contribuir com a modernização tecnológica contínua do Centro de Lançamento de Alcântara, contribuindo com a pesquisa científica nacional, assim como para nos especializarmos no desenvolvimento e controle de modelos de microrredes, que possui aplicação cada vez maior e cada vez mais necessária no setor elétrico,” destacou Marcelo.

Sobre a Equatorial Energia

A Equatorial Energia se consolidou no cenário brasileiro, como uma holding de empresas de alta performance e grandes resultados, com forte atuação no setor elétrico nos segmentos de distribuição, transmissão, geração, comercialização, além da área de telecomunicações e serviços. As empresas que fazem parte do Grupo são: Equatorial Maranhão, Equatorial Pará, Equatorial Piauí, Equatorial Alagoas, Geramar, Equatorial Transmissão, Intesa, Equatorial Telecom, Sol Energia, Equatorial Telecom e Equatorial Serviços.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão

Destaque
Recentes