QUANDO O MELHOR PRESENTE DO DIA DAS MÃES NÃO TEM PREÇO

A EMOÇÃO DE RECEBER AFETO EM ATOS DE EVOLUÇÃO DOS FILHOS É MAIOR QUE ITENS MATERIAIS

Os estudos do varejo aponta o Dia das Mães como a segunda melhor data de todo o calendário comercial brasileiro, ficando atrás em volume de vendas somente do Natal.

Mesmo em tempos de pandemia, pesquisas mostram que é grande a intenção de compra dos filhos, e entre os itens mais desejados pelas mães estão aparelhos celulares, computadores ou tablets e óculos, seguidos de roupas e perfumes. Mas há um ano vivenciando uma nova realidade, muitas mães que estão tendo que trabalhar em casa no modelo de home office, já sonham com itens como uma cadeira de escritório moderna e bem ergonômica ou uma nova mesa de trabalho para poder manter a postura correta e evitar o desgaste na coluna após horas de reuniões ou estudos online.

Nas lojas Potiguar a procura por cadeiras e itens de escritório ficou ainda mais aquecida nesses dias. Outro item que esse ano passou a constar da lista de presentes “utilitários” para o Dia das Mães foi a internet. Atenta a essa demanda, a operadora TVN criou a promoção “A Mãe Tá ON com a TVN” com preço super acessível e promocional para a assinatura de Internet Fibra, por apenas R$ 89,00 por mês.

A recém inaugurada ótica Oculum, com loja no Shopping da Ilha, aproveita a grande procura por óculos como um dos presentes mais desejados pelas mães. A franquia está com uma promoção de 50 % de desconto para um segundo óculos, na compra do presente do Dia das Mães, e válida somente até esse domingo (09.05).

“Como óculos é também sinônimo de moda e estilo, sempre é bom variar nos modelos e melhor ainda quando se pode escolher entre uma ampla variedade de grifes nacionais e importadas, a preços bem competitivos e que ficam ainda mais acessíveis com esse mega desconto”, diz o sócio e franqueado da Oculum São Luís Igor Revoredo. Ele lembra que as consultoras são treinadas em visagismo óptico e podem ajudar com dicas técnicas na escolha do melhor modelo para cada estilo de pessoa.

Mas há mães que sonham mesmo é algo imaterial, e que nenhum dinheiro no mundo pode comprar... O desenvolvimento e a evolução de seus filhos - pessoas com deficiência – sejam físicas, intelectuais ou múltiplas.

Arionildes Silva e Silva é mãe de Alenilce da Conceição Silva, que nasceu com síndrome de down. A filha está há 26 anos na APAE de São Luís, onde é aluna da escola Eney Santana.

“Na APAE de São Luís encontramos a nossa casa. Hoje minha filha tem 40 anos e faz tratamento de fonoterapia, terapia ocupacional e acompanhamento psicológico; além de atividades como informática e dança. Só tenho que agradecer a Deus pela melhora dela”, revela a mãe de Alenilce que comemora cada gesto ou atividade da filha com sabor de vitória e superação.

Lycia Marão Queiroz, servidora estadual, é outra mãe que se pudesse escolher um presente de Dia das Mães passaria longe de uma loja. Tudo o que ela mais deseja é ver a caçula Ellina vivendo com mais independência e inclusão. Isso porque a filha é autista e aluna da Escola Eney Santana mantida pela APAE de São Luís. Até as mais simples tarefas do cotidiano da filha, como conseguir arrumar a própria cama ou se servir sozinha de um copo de água, são grandes vitórias, e um verdadeiro presente para essa mãe.

“Os médicos nunca prometem muito sobre a evolução da minha filha, por isso cada conquista dela, cada nova tarefa realizada é uma surpresa que a toda a nossa família comemora de forma extrema”, revela Lycia.

Lycia lembra que para as mães de pessoas com deficiência tudo é maximizado: a luta pelo desenvolvimento dos filhos, assim como a dedicação delas para que seus filhos possam evoluir. Por isso, cada avanço merece uma celebração especial.

Destaque
Recentes